quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Por que um blog?

       
   Quase todo mundo que me conhece sabe que amo leitura. Tenho vários livros em casa, indico e compartilho leituras com todos que convivem comigo, me perco horas e horas numa livraria. Gosto tanto de literatura que trabalho com isso na Sala de leitura de uma escola municipal, em São Paulo. Mas o que quase ninguém sabe é que, além de ler, também gosto de escrever.
            Desde criancinha, quando comecei a ouvir histórias na escola, me imaginava criando as minhas. Mas até hoje só escrevi nos meus cadernos pessoais que ficam bem guardados. Tenho vários. Às vezes gosto de reler alguns para me lembrar de como pensava há alguns anos. Tive a fase adolescente, mas os de agora são um pouco diferentes. São mais reflexivos. Talvez pudesse chamá-los de devocionais. Neles registro meus pensamentos, sonhos, projetos e orações. Muitas vezes misturo as impressões que tive da leitura bíblica com as impressões que tenho da vida.
            Certamente, por aqui, os textos no início serão pessoais também: pensamentos, experiências, opiniões.
            É um tanto arriscado me expor. Vou devagar. Até para saber se é mesmo algo em que me saio bem ou se só é bonito na minha imaginação.
            A sacada de começar a escrever veio num dia em que fui ao Sarau Suburbano Convicto, lá na Bela Vista. Vi autores reais, e eles me pareceram gente como eu. Não aqueles deuses no Olimpo, como os autores clássicos. Claro que não! Foi quando eu percebi que, se queria ser escritora um dia, tinha que começar a escrever. Parece até meio óbvio, mas não é. Muitas coisas na vida só acontecem depois que a gente tem uma dessas sacadas. Ou como se dizia antigamente, quando a ficha cai.
            Daquele dia para cá, pensei muito nisso e até me aventurei a escrever uns textos de ficção (que, por enquanto, ainda estão bem guardados...rs). Conheci outros Saraus e a vontade crescia como tinha de ser. Então cheguei ao blog.
            Acho que a Internet pode me proporcionar a experiência de que preciso para colocar para fora essa mania de escrita. Aliás, acho a Rede Mundial uma das maiores invenções da humanidade. É o mundo em nossas mãos. Um espaço tão democrático e tão poderoso quanto perigoso. É a liberdade com seu ônus.  Foi buscando tutoriais para fazer penteados no meu cabelo que descobri blogs e vlogs bem legais. Comecei a seguir alguns e percebi que o cavalinho da oportunidade estava passando bem na minha frente!!! Confesso que me sinto um pouco “peixe fora d’água”. É tanto jeito igual de falar, estrangeirismos, vocabulário próprio da tribo blogueira que imagino ainda não ter a cara do grupo. Vamos ver mais para frente se consigo me enturmar.
            No entanto, quero deixar registrado que admiro muito e até me inspiro nos novos escritores blogueiros. As meninas que fazem tutoriais, resenhas, vídeos de moda, vídeos de DIY me deixam fascinada. É um talento próprio desta geração. Até acho que estou um pouco atrasada, mas antes tarde do que nunca, não é?
            Chavões à parte, espero que tenham gostado do início! Vou tentar alimentar o blog toda semana. E estou muito ansiosa para ler os comentários!
            Beijos!
             

            
Postar um comentário

Comente com o Facebook:

Comente com o Facebook: