domingo, 26 de novembro de 2017

Hoje vou de poema

ESCAVAÇÃO 







Amor é chá de quebra-pedra
Vão os pedregulhos se encaixando,acomodando, solidificando a memória.
Faz escultura de rochas.
Estabilizado o temor,
Aniquilada a esperança,
Já se pode caminhar com segurança.
Até sentir o deslize dos rochedos.
É o aroma da vida exalando outra vez.
Na maciez insistente como maré
Ressurge o movimento destabilizador
da certeza.


Postar um comentário

Comente com o Facebook:

Comente com o Facebook: