domingo, 6 de novembro de 2016

Resenha: Como eu era antes de você

Como eu era antes de você

Jojo Moyes

“Cada um precisa assumir o compromisso de fazer o melhor que puder com sua vida”
Paulo ao Gálatas, 5:6, na versão de Eugene Peterson









   Um rapaz rico, bem-sucedido profissionalmente, aventureiro e completamente apaixonado pela vida, vê o seu destino mudar ao sofrer um acidente de moto e ficar tetraplégico. Uma garota pobre, sem muitos planos para o futuro e quase nenhuma ambição, leva um chacoalhão do destino ao perder o emprego mediano e ser obrigada a procurar outro trabalho. A nova função de cuidadora é a oportunidade que surge para juntar os dois personagens.
Como eu era antes de você conta a história de Louisa Clark e Will Traynor. Um tem a ensinar ao outro como viver. A transformação dos personagens é o forte desse enredo envolvente de JoJo Moyes.
A autora consegue prender a atenção do leitor, despertando a curiosidade quanto à sequência dos fatos. Entretanto, se o que se procura é um texto de linguagem elaborada, poética e metafórica, esta obra deixa a desejar.
A escrita é simples e linear. É o que se chama de literatura de entretenimento. O enredo se sobrepõe à linguagem. O vocabulário é repetitivo e há algumas cenas que parecem desnecessárias. Mas o que mais me incomodou na técnica da autora foi a troca da perspectiva narrativa.
O livro todo vem sendo narrado em primeira pessoa pela Louisa, quando de repente, muda de narrador. É evidente que a intenção é mostrar outros pontos de vista da trama. Porém, exceto pelo título que abre o capítulo, quase não se notaria que houve a mudança. Ou seja, o narrador muda, mas a voz é a mesma. A autora não consegue deixar marcado na linguagem a troca.
Os problemas de linguagem, no entanto, não põem a perder toda a obra. Os planos que Lou traça para incentivar o ânimo de vida de Will prendem a atenção do leitor até a última cena do livro. Só por isso, já vale a leitura. É daquelas que você faz para descansar a cabeça depois de uma ressaca literária pesada de um clássico russo.
Vale a pena, porque o enredo é bom. Will é um personagem apaixonante. Na adaptação para o cinema, feita pelo ator Sam Claflin, arranca suspiros da plateia. Gosto do contraste entre ele e o namorado de Lou, o Patrick. Patrick é fisicamente saudável, atleta dedicado (viciado em esportes), tem ótimo desempenho sexual, mas é incapaz de enxergar as sutilezas da alma da namorada.  Will, embora preso num corpo sem movimento e cheio de dores, tem toda a desenvoltura necessária para tocar o coração de Louisa. O contraste é feito de modo indireto, e, por isso, interessante.


 Além disso, traz à tona, de maneira bastante delicada, um tema profundo: o suicídio assistido. No Brasil, essa prática não é possível. Mas existe em alguns países da Europa.
É uma história de transformação interior, de reflexão sobre a vida, nossas escolhas e o modo como aproveitamos cada oportunidade que temos.



Ficha técnica
Título: Como eu era antes de você
Título original: Me before you
Autor: Jojo Moyes
Tradutor: Beatriz Horta
Editora: Intrínseca, Rio de Janeiro, 2013

Páginas: 320 
Postar um comentário

Comente com o Facebook:

Comente com o Facebook: